Chaise-Longue

Julho 29 2013

Parou ( sabe-se lá por quanto tempo ) a "cegada" do "irrevogável" Paulo Portas .

"Cegada" ... ou talvez outra coisa, pois lhe permitiu ascender no Governo ( e com ele o CDS-PP )

muito para além do seu peso eleitoral .

Conseguiu ainda colocar em mais um posto importante ( o Minstério da Economia ) o seu amigo

do peito dr. Pires de Lima - o mesmo que andava, há vários meses, a fazer declarações que eram

verdadeiras cascas de banana para Álvaro Santos Pereira se estatelar ... Mas que esqueceu tudo

isso no dia da posse, não se coibindo de o elogiar pelo trabalho desenvolvido no Ministério pelo

qual tanto ansiava !

Ora a verdade é que, queira o dr. Pires de Lima ou não queira, reconheçam isso ou não os comentadores

e os jornalistas que desde a primeira hora, muitas vezes de forma injusta, criticaram ASP, o anterior

ministro fez reformas de uma dimensão inusitada :

* revisão do Código do Trabalho, introduzindo uma flexibilidade até então inexistente

* reorganização do sector dos transportes públicos, com grandes resultados no plano financeiro

* cortes ( se bem que ainda insuficientes ) nas rendas do sector eléctrico

* renegociação dos contratos das PPP

* novo regime do trabalho portuário

* incentivos ao investimento estrangeiro para o turismo residencial

* plano de modernização do comércio

* forte dinamização das licenças para exploração mineira, petróleo e gás natural

* novo regime fiscal de apoio ao investimento

* lançamento de novas concessões dos portos .

E a elencagem assim feita está longe de ser exaustiva .

Mas existem outros aspectos curiosos na nova orgânica do Ministério da Economia - o Emprego saiu,

juntando-se à Solidariedade e à Segurança Social, deixando Pires de Lima com uma preocupação a

menos, centrando-se no "cuore business" ; a Energia também mudou de poiso, evitando-lhe um

potencial problema com António Mexia da EDP a propósito das rendas ( indiscutivelmente excessivas

e que já provocaram a demissão de um Secretário de Estado ) .

A Energia junta-se ao Ambiente e ao Ordenamento do Território no novo Ministério a cargo de Jorge

Moreira da Silva . Este é um estrénuo defensor das energias limpas, o que pode vir a dizer muito ...

Curiosamente António Mexia fez algumas declarações que merecem reflexão :

A passagem da pasta da Energia para o novo Ministério do Ambiente "faz todo o sentido" .

"Não tenho por hábito comentar saídas de Ministros"

( mas já foi referido que terá comemorado com champagne a saída de um Secretário de Estado ! ) .

Será que com este novo Governo Mexia pode vir a abrir uma nova garrafa de champagne, por as

rendas, apesar de excessivas, ficarem garantidas ?

E será que o Zé vai continuar a pagar ?

publicado por Loscar Elmano às 00:27

Julho 22 2013
Dois amigos chamaram-me a tenção para o tremendo erro que eu teria cometido ao
escrever no post do qual o presente é adenda "farça negocial" em vez de farsa negocial .
Esclareci-os - e faço agora o mesmo para os outros eventuais reduzidíssimos leitores
do meu blog - de que se tratou de um erro intencional ( e por isso mesmo usei a
expressão entre comas ) .
Farsa significa acto ou acontecimento ridículo, impostura, palhaçada .
E, ao escrever "farça", tive a intenção de ampliar esses significados .
Longe de mim maltratar o Antigo Acordo Ortográfico, que muito prezo, ao contrário
do novo, ao qual habitualmente chamo o Novo Aborto Ortográfico .
publicado por Loscar Elmano às 20:57

Julho 21 2013

Nos anos do regime autoritário as "esquerdas" de várias cores ( desde a mais ortodoxa - afinal

a mais reaccionária delas todas - à folclórica ) não poupavam ao regime o epíteto do "orgulhosamente

só" ( esquecendo que Portugal foi um dos fundadores da OECE/OCDE em 1948, da NATO em 1949 e

da EFTA em 1960 ) .

Curiosamente na época actual - e agora ainda com maior propriedade - o comportamento do PS torna

evidente a reaparição do slogan .

O PS mostrou ser um partido incapaz de estabelecer pontes, ainda que ténues, com o PSD e o CDS na

recente "farça negocial" para a busca da salvação nacional preconizada pela candura presidencial ;

mas mostrou também, no modo como reagiu à proposta do BE para um encontro das esquerdas, que

também não estava para aí virado ( pese embora o esforço de certos "históricos dinossáuricos" ... )

O PS é assim,sem sombra de dúvida, o recuperador, com grande legitimidade, do slogan do "orgulhosamente

só" .

Curioso !

publicado por Loscar Elmano às 22:32

Julho 12 2013

É para mim claro que a instituição monárquica oferece muito mais garantias do que o

republicanismo .

O Rei, personalidade acima dos partidos políticos e preparado desde o berço para reinar,

é garante de uma actividade independente e norteada em permanência pela intransigente

defesa do interesse nacional .

Já com os presidentes da república nada disso sucede, por muito que se use e abuse da

frase feita "o presidente, uma vez eleito, passa a ser o presidente de todos os portugueses".

Não é por ser muito repetida que a frase deixa de ser falsa como Judas .

Os candidatos à presidência fingem ( mas não conseguem ... ) desligar-se da sua "famiglia"

política . Têm esse pesado lastro do passado e, mesmo tentando, não conseguem libertar-se

dele .

Aliás, basta ver o que se passou com os três anteriores presidentes ( que ainda se encontram

a nosso cargo !... ) para confirmar o entendimento que atrás deixei referido :

1 - o senhor General Ramalho Eanes - que, para além desse lamentável deslize, foi o mais

impoluto deles todos - fomentou, enquanto se encontrava no pleno exercício das suas funções,

a criação de um partido político ( o PRD );

2 - o senhor dr. Mário Soares foi, no seu segundo mandato, o chefe objectivo da oposição ;

3 - o senhor dr. Jorge Sampaio chegou ao extremo de, no momento que pensou ser o mais

oportuno e adequado para os interesses do seu partido ( o PS ), demitir um Governo que

dispunha de uma maioria absoluta na assembleia da república .

Nenhum desdes tristes exemplos poderia ser protagonizado por um Rei .

E agora o que se passa com o senhor dr. Cavaco Silva, actual presidente da república ?

Assistimos há dias a uma tentativa dramática de afirmação de independência partidária, com

a apresentação de uma proposta para superação da presente crise política, proposta essa

inesperada para todos os actores políticos em cena .

Proposta inesperada e grave, uma vez que adia uma solução, preconizando um caminho que

é muito estreito e eriçado de obstáculos .

A independência não se manifesta de forma séria através da "construção" de soluções que se

temem inviáveis, só por serem equidistantes das várias forças do espectro partidário .

Manifesta-se sim quando não precisa de promover tentativas que visem o reconhecimento

dessa independência - por essa independência existir desde sempre e ser reconhecida por

todos, não necessitando da apresentação de provas da sua existência de quando em vez .

Todos sabem que o Rei é assim !

Mas grave é ainda que se desconheça em absoluto qual seja o Plano B do actual presidente,

no caso, altamente provável, de o consenso entre PSD, PS e CDS não vir a ser obtido .

Teremos então os prejuízos não despiciendos provocados por mais duas ou três semanas

de impasse .

E não nos é fácil adivinhar, face ao secretismo do dr. Cavaco Silva, qual o Plano B que terá

em mente .

Este entreacto teatral jamais existiria com a figura de um Rei !

 

publicado por Loscar Elmano às 18:35

Julho 03 2013

O Guinness World Records efectuou recentemente uma prospecção para escolher a frase política

mais falsa utilizada em todo o mundo .

Terminada a análise das frases apresentadas a concurso o veredicto foi unânime - ganharam os

partidos políticos portugueses que, sem excepções e de forma reiterada, usam em abundância a

frase seguinte :

" Colocamos sempre o interesse nacional acima do interesse partidário " .

Só que não me é possível dar os parabéns pelo recorde, antes sim os pêsames !

publicado por Loscar Elmano às 19:44

Julho 02 2013

Em 18 de Agosto de 2012, num post com o título de " Paulo Portas e a sua inegável capacidade

para construir pontes ", referi que no dia 2 do mesmo mês P.P. tinha tido um almoço de trabalho

com António José Seguro, secretário-geral do PS, maior partido da oposição .

Reconheci nesse post todas as enormes capacidades negociais de P.P. e a sua inegável competência

para construir pontes .

É que, para além da "ponte" para manutenção do diálogo entre o Governo e o PS ( indispensável na

conjuntura dessa altura ), P.P. ( que tem uma sagaz visão de longo prazo e não brinca em serviço )

podia ter começado, com pezinhos de lã, a construir uma nova "ponte" a utilizar - a inclusão do CDS

num futuro Governo de coligação, no caso de o PS, nas próximas eleições, ganhar sem maioria

absoluta .

E eu terminava então - O futuro o dirá !

 

Ora o futuro parece, assim, estar cada vez mais próximo .

Essa "ponte" sente-se estar agora já em construção acelerada .

Só que as "pontes" construidas por Paulo Portas têm sempre características muito próprias : em

qualquer momento podem ser sólidas ou frágeis, consoante o interesse PESSOAL do seu construtor .

Interesse esse também claramente visível na demissão de hoje - com esta saída P.P. libertou-se da

"batata quente" que tinha em mãos : a reforma do Estado que parecia ser incapaz de apresentar,

uma vez que o prazo para o efeito se encontrava já mais do que ultrapassado .

UFA !!!

publicado por Loscar Elmano às 22:31

Julho 01 2013

Vi ontem, com enorme prazer, a final da Taça das Confederações entre o Brasil e a Espanha .

Prazer ao verificar que a selecção do Brasil se apresentou organizada, compacta e capaz de

adicionar ao "perfume" de muitos dos seus componentes a capacidade de discutir sempre a

posse da bola ( já o dedinho de Scolari ... ) perante uma Espanha ... que já foi ... ( Iniesta

ainda mexe, mas Xavi - 33 anos - é uma sombra do passado e Messi não é espanhol mas sim

argentino ... ) . Aliás, recordando o jogo da meia-final, a Itália merecia muito mais ir à final do

que a Espanha .

Mas o mais significativo foi ver vários jogadores da selecção espanhola - e nestes em especial

alguns que alinham no Barcelona - a cometer faltas sucessivas sobre Neymar, muitas delas

violentas .

E então fez-se luz no meu espírito : Neymar deve ter dito para os seus botões que fez bem em

assinar pelo Barcelona, uma vez que desse modo se "safou" de tais "sarrafeiros" !...

publicado por Loscar Elmano às 17:19

Site de poesia, pensamentos, análise política e social, polémica, pontos de vista, interrogações e inquietações . Aparece de quando em vez, sem obrigações calendarizadas .
mais sobre mim
Julho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19
20

23
24
25
26
27

28
30
31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO