Chaise-Longue

Setembro 04 2016

Segundo foi noticiado recntemente o Governo admite aumentar as pensões mais baixas .

É, mais uma vez, a cantilena do "Fado do Desgraçadinho" em vez de uma análise séria e ponderada da relação comparticipação/benefício .

Os que mais reclamam, queixando-se de reformas muito baixas, são na maioria dos casos aqueles que menos contribuiram e que, para além disso, não raramente utilizaram expedientes para aceder à reforma .

Basta dizer que, entre 1974 e 1979, eram suficientes 3 ANOS DE INSCRIÇÃO E 24 MESES DE ENTRADA DE CONTRIBUIÇÕES para garantir acesso à pensão de reforma .

É evidente que agora já não será altura de fazer uma apreciação individual desses casos .

Mas seria perfeitamente possível ao Governo ( a "geringonça" permiti-lo-ia ? não é nada provável ! ) autonomizar essas situações e, pura e simplesmente, não actualizar os montantes dessas reformas .

Das actualizações deveriam ser excluídas todas as reformas por velhice obtidas com menos de 120 meses de entrada de contribuições e as reformas por invalidez alcançadas com menos de 60 meses de entrada de contribuições .

Só que, sendo Portugal uma "república das bananas", sabemos perfeitamente que nada será feito de forma correcta, continuando o "bodo aos pobres" ... até ao desenlace fatal ...

publicado por Loscar Elmano às 17:40

Site de poesia, pensamentos, análise política e social, polémica, pontos de vista, interrogações e inquietações . Aparece de quando em vez, sem obrigações calendarizadas .
mais sobre mim
Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16

18
19
20
22
23
24

25
26
28
29
30


pesquisar
 
blogs SAPO