Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chaise-Longue

Site de poesia, pensamentos, análise política e social, polémica, pontos de vista, interrogações e inquietações . Aparece de quando em vez, sem obrigações calendarizadas .

Site de poesia, pensamentos, análise política e social, polémica, pontos de vista, interrogações e inquietações . Aparece de quando em vez, sem obrigações calendarizadas .

O Correio da Manhã comporta-se exactamente como as empresas que vendem os seus produtos nos supermercados

O jornal Correio da Manhã fez um enorme foguetório com a alteração levada a cabo no seu visual .

Focou todos os holofotes nesse aspecto, deixando na penumbra aquilo que, efectivamente, mais lhe interessou .

É que o Correio da Manhã afinal o que fez foi copiar as manigâncias que são levadas a cabo por empresas que produzem bens de consumo : dão às embalagens um aspecto mais apelativo, reduzem a capacidade das mesmas e aumentam o preço . 

A manobra do Correio da Manhã é idêntica : nova aparência, preço mais elevado e redução do número de páginas de 48 para 40 ( - 16,6% ) .

Nada de novo, mas igualmente criticável ! 

 

Um aspecto raramente focado na história de vida de Alexandra Reis na gestão da TAP

Claro que também considero pornográfica a indemnização acordada com a TAP para cessação da relação contratual da administradora da empresa Alexandra Reis .

Mas há outros aspectos relevantes que raramente têm sido referidos nas notícias sobre a companhia aérea .

É importante referir os motivos pelos quais a TAP considerou necessário avançar no caminho da cessação da relação contratual .

Alexandra Reis era uma voz lúcida e corajosa na análise dos problemas da empresa .

Enfrentou a CEO Christine Ourmières-Widener em decisões controversas :

* chocantes, como nas admissões para altos cargos pagos a peso de ouro, em confronto com as mais de 1200 rescisões e com as reduções remuneratórias de outros milhares de trabalhadores da TAP ;

* erradas, como a opção de transferência da sede da companhia aérea para o Parque das Nações, para instalações abandonadas pelos CTT, que as consideraram inadequadas .

Teve coragem e frontalidade, acabando por pagar por isso, apesar de ter recebido uma choruda compensação .

Só que eu, pessoalmente, teria preferido poupar essa verba e manter Alexandra Reis na administração da TAP , pagando até duas ou três vezes mais a Christine Ourmières-Widener para ir pregar para outra freguesia ...

A lamentável entrevista de António Costa à revista Visão

A entrevista dada por António Costa à Visão é bem demonstrativa do estado de espírito do mesmo face à extrema complexidade dos problemas que finge minimizar .

Encontra-se enredado em inúmeras situações controversas e chocantes - tanto escândalo e tanta promiscuidade financeira entre familiares do núcleo duro - pelo que já nem o seu "optimismo militante" as consegue superar .

E a pérola mais preciosa foi quando atirou que vão ser quatro anos . Habituem-se !

Só que ele sabe bem o motivo pelo qual se arrogou a esse "Habituem-se !" .

Sabe que Marcelo Rebelo de Sousa não é um segundo Jorge Sampaio, que chegou ao extremo de demitir um Governo que gozava de uma maioria estável na Assembleia da República, tendo, para além disso, escolhido para concretizar a demissão o momento mais conveniente para o seu Partido, o PS .

O actual Presidente da República não faz ondas -tira selfies e dá beijinhos, intervalados com declarações controversas, mas não passa disso .

 

Eutanásia

O Professor Doutor Aníbal Cavaco Silva, numa recente entrevista à Rádio Renascença, declarou que "a legalização da eutanásia não respeita o espírito da Constituição" .

Tem plena razão .

Se eu fosse juiz do Tribunal Constitucional ( bem sei que não tenho competência para isso ) e caso o mesmo viesse a considerar conforme à Constituição a lei da eutanásia, votaria vencido nestes termos :

Voto de vencido

A maior pecha das sentenças judiciais é serem prolixas ( prolixo : comprido, ou expresso por muitas palavras ; difuso ; superabundante ; fastidioso ; extenso - Dicionário da Porto Editora ) .

Vou procurar não o ser .

A Constituição da República Portuguesa, no nº 1 do seu artigo 24º, estabelece que "a vida humana é inviolável" . 

Inviolável ( que não se deve ou não se pode violar ; privilegiado - Dicionário da Porto Editora ) .

Nestes termos considero que a legislação em análise é inconstitucional, atento o disposto no nº 1 do artigo 277º da CRP .

Se quiserem, revoguem o nº 1 do artº 24º da CRP e voltem a aparecer .

 

O Marcelo das broncas

Como se já não bastassem as selfies agora o Presidente da República faz-se notar por "gaffes", pelo menos semanais .

Ao referir o Qatar e o campeonato mundial de futebol, Marcelo chutou para o lado o relevante tema dos direitos humanos .

Compreende-se, pois ele é assim .

Desde que isso coloque em causa mais uma das suas inúmeras viagens, os direitos humanos que se lixem ...

Mais uma manifestação de soberba do Primeiro-Ministro

António Costa, a propósito do arranque do processo de revisão constitucional, declarou que "a revisão da Constituição da República será a que o PS aprovar ."

Nada mais incorrecto e inexacto .

Com efeito, o nº 1 do artº 286º da CRP define que "As alterações da Constituição são aprovadas por maioria de dois terços dos deputados em efectividade de funções ." 

Dois terços de deputados que, como se sabe, o PS não tem, pelo que os deputados do partido não podem aprovar nenhuma revisão da Constituição se não dispuserem do acordo de outros parlamentares, especificamente os do PSD . 

Mais uma manifestação inconsequente e soberba por parte do Primeiro-Ministro .

A etnia cigana

Alcina Faneca disse recentemente o seguinte numa sessão pública :

" A comunidade cigana não está a evoluir . Evoluir é tratar as mulheres de forma igual . "

O que dirá no assunto Santos Silva, que passa a vida a "cascar" no Ventura sobre a etnia cigana ?

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2011
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2010
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D