Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chaise-Longue

Site de poesia, pensamentos, análise política e social, polémica, pontos de vista, interrogações e inquietações . Aparece de quando em vez, sem obrigações calendarizadas .

Site de poesia, pensamentos, análise política e social, polémica, pontos de vista, interrogações e inquietações . Aparece de quando em vez, sem obrigações calendarizadas .

O Sport Lisboa e Benfica e o pedido de empréstimo do "autocarro" da Associação Académica de Coimbra

Confesso que o acompanhamento do jogo da 2ª mão dos dezasseis avos de final da Liga Europa

me provocou sentimentos muito desencontrados .

Durante a primeira parte - uma primeira parte deprimente por parte do Benfica e na qual teve

IIIMMMEEENNNSSSAAA SORTE - dei por mim a desculpar a exibição, uma vez que tive em atenção

ter o Benfica jogado apenas com NOVE jogadores ( embora também tenham estado em campo o

Carlos Martins e o Cardoso ... ) .

Já na 2ª parte, em especial nos últimos 10/15 minutos, tive momentos de imensíssimo gozo .

Recordei os comentários esfarrapados do treinador e de jogadores do Benfica depois da vitória

in extremis sobre a Académica no último dos cinco minutos de compensação e através de uma

grande penalidade, referindo-se ao "autocarro" estacionado pelos visitantes nas imediações da

sua grande área .

Afinal as referências feitas deviam-se apenas a inveja .

Inveja tão evidente que até acabaram por pedir o "autocarro" à Associação Académica de Coimbra

para a última quinzena de minutos do jogo com o Bayer Leverkusen !...

Sabem o que é o spread ? PCP e BE parece que não sabem . E uma parte do PS finge que não sabe .

O spread é um valor percentual que é adicionado a uma taxa de referência e que aumenta o custo do

montante concedido num empréstimo .

O spread é tanto mais elevado quanto maior é o risco que o mutuante estima estar a correr e quanto

menores forem as garantias oferecidas pelo mutuário .

Quando uma empresa ou um particular recorre a uma instituição bancária em estado de necessidade

vai, antes do mais, ouvir as condições que o banco estabelece para conceder o empréstimo ( embora

tente depois, naturalmente, conseguir alguma alteração à proposta inicial ) . O que, contudo, todos

sabemos é que de nenhum modo será a empresa ou o particular a avançar em primeira mão as condições

do empréstimo, uma vez que não o concede e procura sim obtê-lo .

Quando Portugal recorreu, em situação de bancarrota iminente causada pelo desgoverno socialista, a um

resgate internacional tudo se passou de forma semelhante . Foram, como não podia deixar de ser, as

entidades credoras a definir as regras do jogo .

O PCP e o BE vivem num mundo fantasioso e ilusório, como se competisse ao devedor impor o modo

como pretende pagar ( se é que aceita pagar mesmo ) .

E o PS - ou parte dele ( os nostálgicos de Sócrates e da sua política de terra queimada e os mais esquerdoides

que continuam a sonhar com a quimera da união da sinistra ) - faz de conta que não assinou com os

credores internacionais o memorando que impediu ( ou apenas adiou ? ) a bancarrota .

A realidade é clara e só não a vê quem foge de a ver : o spread que "castiga" Portugal só poderá ser

aligeirado quando os credores internacionais estiverem convencidos de que o risco de incumprimento

é menor do que na altura da assinatura do memorando .

E para que isso aconteça teremos todos, até lá, que falar menos e trabalhar mais .

 

 

A não concessão de tolerância de ponto no Carnaval . O chocante amadorismo do Governo

O Governo não concedeu tolerância de ponto na terça-feira de Carnaval .

Reflectindo-se um pouco que seja não pode deixar de concluir-se que, depois de ter reduzido em quatro

o número de feriados nacionais, não restava ao Governo outra opção que não fosse, em coerência, não

conceder tolerância no Carnaval .

Quererá isto dizer que o Governo agiu correctamente neste processo ?

De modo nenhum .

O Governo demonstrou sim um chocante amadorismo no tratamento do tema .

Qualquer pessoa medianamente dotada e razoavelmente atenta teria presente que a maioria do povo

português "pela-se" por Reality Shows, Fofocas e Telenovelas em catadupa .

E também por Carnaval, apesar dele surgir em Portugal em pleno inverno, ao contrário do que sucede

no Carnaval A SÉRIO do Brasil .

Mas sendo esta a realidade do país - realidade indiscutível durante mais duas ou três gerações, mesmo

que se começasse DESDE JÁ a trabalhar com afinco na educação do povo - um Governo profissional teria

aproveitado o processo de revisão dos feriados para em vez de acabar com quatro suprimir cinco, ao mesmo

tempo que convertia a terça-feira de Carnaval em feriado obrigatório .

Mas para tanto seria necessário ter a noção do que anda a fazer, o que, infelizmente, não é apanágio deste

Governo, como também - sublinhe-se - não o é dos Governos que o antecederam nas últimas dezenas de anos .

E, por assim ser, o Corso continua !

 

 

 

A pureza nas definições das crianças

Os adultos podem, com frequência, aprender com a espontaneidade e a pureza das crianças .

Por isso mesmo em tempos, num poema de minha autoria, escrevi :

" Adoro imensamente as criancinhas/Por não saberem ainda não ser elas " .

Comprovando estas asserções deixo ficar algumas definições da autoria de crianças, constantes

do " Dicionário de Humor Infantil ", de Pedro Bloch :

Sono é saudade de dormir

Deserto é uma floresta sem árvores

Felicidade é uma palavra que tem música

Vento é ar com muita pressa

Helicóptero é um carro com ventilador por cima

Alegria é um palhacinho no coração da gente

Avestruz é a girafa dos passarinhos

Calcanhar é o queixo do pé .

 

Encantadora pureza !

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D