Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chaise-Longue

Site de poesia, pensamentos, análise política e social, polémica, pontos de vista, interrogações e inquietações . Aparece de quando em vez, sem obrigações calendarizadas .

Site de poesia, pensamentos, análise política e social, polémica, pontos de vista, interrogações e inquietações . Aparece de quando em vez, sem obrigações calendarizadas .

Será que Mário Soares é apologista da revisão da Constituição ?

Ao contrário do que alguns ( a começar por Marcelo Rebelo de Sousa ) referem, não creio que

Mário Soares não conheça minimamente a Constituição e que, portanto, desconheça que não

é possível a realização simultânea de eleições para a Presidência da República e para a 

Assembleia ( ou seja, neste último caso, de forma indirecta para Primeiro-Ministro ) .

Como compreender então a "cegada" instalada por MS na Aula Magna, com o apoio logístico

do seu "secretário técnico" Vitor Ramalho ?

Admito que terá sido apenas o começo do delírio de MS nesta matéria e que não é de afastar

que, ao fim e ao cabo, ele até seja apologista da necessidade de revisão da Constituição .

Admiram-se ?

Uma das hipóteses é que venha a ser possível, com essa revisão, a realização simultânea das

referidas eleições .

Outra - ainda mais estranha mas admissível face ao narcisismo exacerbado de MS, narcisismo

esse sempre em crescimento exponencial - centrar-se-ia apenas na alteração do regime de

substituição do PR prévio à efectivação de eleições : em vez dessa substituição ocorrer pelo/a

Presidente da AR passaria a ter lugar pelo ex-PR que tivesse a idade mais avançada ...

E assim MS obteria pela via legislativa aquilo que, de forma colossal, lhe fora recudado nas 

urnas .

Com a deriva mental que MS vem apresentando de forma progressiva e bem visível quem sabe

se não estaremos a caminho de o ver a defender tal incongruência ...

O jornalista panfletário que se está a despedir de Bastonário da Ordem dos Advogados

Na abertura do ano judicial de 2013 o dr. Marinho e Pinto ( Bastonário da Ordem dos Advogados

em punição pelos nossos pecados ) recordou um poema de Ary dos Santos, ao qual apenas alterou

uma palavra .

Recordo o poema :

" Serei tudo o que disserem

  Por inveja ou negação

  Cabeçudo dromedário

  Fogueira de exibição

  Teorema corolário

  Poema de mão em mão

  Lãzudo publicitário

  Malabarista cabrão .

  Serei tudo o que disserem :

  ADVOGADO castrado, não !"

Em meu entender Marinho e Pinto deveria ter alterado ao poema mais do que uma palavra, para o

tornar mais conforme ao que tem sido, desde o primeiro dia, a sua postura como Bastonário .

Deixo-lhe uma sugestão, embora - felizmente - já não tenhamos de o ouvir de novo a falar pela

nossa Ordem na abertura do ano judicial de 2014 :

 

  Serei tudo o que disserem

  Acho que têm razão :

  Jornalista panfletário

  Em loucura permanente

  Declamador ordinário

  No meio de toda a gente

  Irresponsável primário

  Numa postura diferente .

  Serei tudo o que disserem :

  Só Bastonário é que não !

 

Mário Soares em Paris

Recordando época anterior na qual teve a sobrevivência económica garantida pelo Grupo Manuel

Bullosa, Mário Soares recebeu recentemente das mãos do Maire da cidade a medalha de vermeil

de Paris .

Calculamos quão grande terá sido o esforço do lobby soarista para a concretização do cerimonial .

Mas, mais do que isso, o que "impressiona" é a pequena "corte" que rodeou o homenageado na

Cidade Eterna .

"Corte" que simbolizava em especial o esquecimento .

Mário Soares não perdeu a oportunidade para, de novo, zurzir o actual Governo, como se ele fosse

o exclusivo causador da dificílima situação actual . E nem se coibiu de abraçar José Sócrates - não

o único mas o principal responsável pelo estado calamitoso e comatoso de Portugal -, mais dizendo

ser dele um grande amigo .

Está muito esquecido - esquecimento natural em virtude da senilidade que a avançada idade já lhe 

trouxe - da época ( nem sequer muito longínqua ) em que dizia que " Sócrates era o pior do guterrismo ".

A radical mudança de opinião tem uma razão de ser que radica em algo que bem sabemos :

Mário Soares só tem

                    SÚBDITOS

                          ou

                    INIMIGOS .

E quem lhe surge bajulando-o ( Sócrates disse agora em Paris que Mário Soares tem alma de guerreiro ),

mesmo que o passado o tivesse colocado no lado oposto da trincheira, é recebido com alegria no seio

da sua "corte" .

Não é necessário dizer mais nada, para além de terminar parafraseando Cícero :

"Até quando, Mário, abusarás da nossa paciência ?" 

Continua a "novela" da restauração

Os proprietários de restaurantes e similares e a respectiva associação de classe continuam a

movimentar-se - muitas vezes de forma contraditória e incoerente - na tentativa de redução

do IVA dos actuais 23 % para o escalão intermédio de 13% .

Não cessam de apresentar a subida do IVA que ocorreu no passado como a causa principal

das suas dificuldades, quando todos sabemos que a razão essencial radicou no facto de uma

mais intensa pressão do Fisco ter reduzido de forma significativa a economia paralela, na qual

a restauração ocupava posição no pódio .

Mas as movimentações contraditórias e incoerentes aí estão :

a) por um lado é referido que, mesmo ocorrendo a baixa do IVA, não será possível aos estabelecimentos

de restauração baixar os preços a pagar pelos clientes, dada a grave crise que aqueles atravessam ;

b) por outro avança-se com a intenção de passar a entregar aos clientes uma decomposição do

preço que lhes permita verificar quanto pagariam a menos se o IVA regressasse à taxa de 13% ;

c) mais recentemente passou a ameaçar-se que, mesmo que não ocorra uma alteração legislativa,

os estabelecimentos, a partir do início de 2014, cobrarão aos clientes o IVA a 13%, sendo apenas

esse o montante a entregar ao Estado .

Posições, como vemos, eivadas de contradições e incoerências .

De qualquer modo, se - apesar de o considerar algo improvável - avançar alguma das "ideias luminosas"

da classe e da respectiva associação sempre direi que actuarei na matéria do seguinte modo :

1 - se me pretenderem entregar uma decomposição do preço dizendo-me que tem em vista permitir-me

verificar quanto pagaria a menos se a taxa do IVA fosse de 13%, pedirei uma outra simulação que me

possibilite analisar quanto o restaurante ganharia a mais se a taxa tivesse sido reduzida ( uma vez

que já afirmaram que, mesmo nesse caso, não poderiam baixar os preços a pagar pelos clientes ) ;

2 - se, sem alteração legal da taxa do IVA, me apresentarem uma conta com a taxa de 13%, recusarei

liminarmente o pagamento, só o efectuando se o recibo cumprir a legislação em vigor .

Mas acho que não se vai passar nada e que a montanha,como tantas vezes sucede, acabará por parir

um rato .

 

ADENDA - "Confirmando" a crise que tem sido tão badalada pelo sector acabam de ser publicados dados

comprovando que, desde Março de 2013, foram criados 43,8 milhares de empregos na restauração e na

hotelaria ... 

E desse lapso de tempo o segundo trimestre não é ainda influenciado pela sazonalidade ...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D