Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chaise-Longue

Site de poesia, pensamentos, análise política e social, polémica, pontos de vista, interrogações e inquietações . Aparece de quando em vez, sem obrigações calendarizadas .

Site de poesia, pensamentos, análise política e social, polémica, pontos de vista, interrogações e inquietações . Aparece de quando em vez, sem obrigações calendarizadas .

A lição dada pelos atletas paralímpicos

Regressaram do Rio de Janeiro os atletas paralímpicos, naturalmente felizes e orgulhosos pelo seu comportamento.

Entre eles não existiram "excursionistas", ao contrário do que sucedeu com os atletas olímpicos que os antecederam nos Jogos .

37 atletas paralímpicos com quatro medalhas, em comparação com 92 olímpicos que apenas conseguiram trazer uma .

Muitos desses 37 superaram-se nas provas, pois, para além das medalhas, bateram vários recordes nacionais e melhores marcas pessoais, nenhum tendo envergonhado .

E fizeram-o apesar dos apoios de que beneficiaram serem muito inferiores aos dos tais "excursionistas" - menos 857,00 € mensais .

Assim, para além da sugestão que já fiz constar deste blogue - aperto significativo nas condições de acesso aos Jogos Olímpicos, para travar a ida de simples "excursionistas" - devem ser melhorados os apoios aos atletas paralímpicos, os tais que nunca nos envergonham .

SETÚBAL, quem te viu e quem te vê

Durante muitos anos Setúbal, beneficiando das excepcionais condições naturais com as quais foi brindada, era conhecida - de forma merecida - como a Cidade do Rio Azul .

Só que agora, na sequência do retrocesso e da degradação de que tem sido vítima, ganhou tristemente direito a uma nova denominação :

SETÚBAL - Pilaretes, Rotundas e Borradelas nas Paredes, S.A.

A actualidade de Camilo Castelo Branco

Temos visto surgir, de forma reiterada, citações de Eça de Queirós, visando comprovar que o baixo nível dos políticos, a promiscuidade entre a política e os negócios, o clientelismo e a corrupção já são velhos de décadas e décadas no nosso país .

Mas Camilo também se pronunciou sobre a matéria .

Damos um exemplo :

No livro "Vinte horas de liteira", no conto "O Enjeitado", escreveu Camilo :

" ... era guarda da alfândega Jerónimo Carvalho . Roubou dos armazéns fazendas, que estavam a despacho . Os negociantes roubados citaram-no a juízo, e levantaram-lhe o triângulo sobre o livro 5º das Ordenações . Naquele tempo era tão fácil enforcar um ladrão, como é fácil hoje apresilhar-lhe uma venera na lapela da casaca . "

Continua a ser verdade, apenas com o pequeno pormenor ( passe a redundância ) de já não existir forca ...

A tentativa de sensibilização dos partidos políticos por parte do Presidente da República

O Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa ( MRS ) tem procurado, com clara insistência, sensibilizar os partidos políticos no sentido de encontrarem pontos de consenso a médio e longo prazo em matérias de relevante interesse nacional .

Sendo MRS um mestre, com uma experiência única na gestão de longo prazo - andou durante dez ou quinze anos a preparar, paulatina mas metodicamente, o "acampamento" no qual acabaria por se vir a instalar como Presidente da República -, bem podia ajudar dando acções de formação aos partidos nessa matéria ...

As recauchutagens na "geringonça" e o futuro

As frequentes declarações de Catarina Martins ( BE ) e de Jerónimo de Sousa ( PCP ) não deixam dúvidas de que :

* a luta continua ;

* apesar da indiscutível capacidade negocial de António Costa vão surgindo alguns "furos" nos pneumáticos da "geringonça" .

As recauchutagens conseguem minimizar os estragos, mas todos temos consciência do que acontece quando essas reparações precárias se repetem - basta ver aquilo com que, de quando em vez, deparamos nas rodovias pelas quais circulamos : viaturas paradas nas bermas e bocados de pneumáticos espalhados pela via .

Recordando e adaptando à situação a afirmação que "alguém" produziu anos atrás revela-se oportuno pressagiar :

Vai rebentar, só não sei é quando !

Notícias de há dias nos órgãos de informação sobre reformas

Segundo foi noticiado recntemente o Governo admite aumentar as pensões mais baixas .

É, mais uma vez, a cantilena do "Fado do Desgraçadinho" em vez de uma análise séria e ponderada da relação comparticipação/benefício .

Os que mais reclamam, queixando-se de reformas muito baixas, são na maioria dos casos aqueles que menos contribuiram e que, para além disso, não raramente utilizaram expedientes para aceder à reforma .

Basta dizer que, entre 1974 e 1979, eram suficientes 3 ANOS DE INSCRIÇÃO E 24 MESES DE ENTRADA DE CONTRIBUIÇÕES para garantir acesso à pensão de reforma .

É evidente que agora já não será altura de fazer uma apreciação individual desses casos .

Mas seria perfeitamente possível ao Governo ( a "geringonça" permiti-lo-ia ? não é nada provável ! ) autonomizar essas situações e, pura e simplesmente, não actualizar os montantes dessas reformas .

Das actualizações deveriam ser excluídas todas as reformas por velhice obtidas com menos de 120 meses de entrada de contribuições e as reformas por invalidez alcançadas com menos de 60 meses de entrada de contribuições .

Só que, sendo Portugal uma "república das bananas", sabemos perfeitamente que nada será feito de forma correcta, continuando o "bodo aos pobres" ... até ao desenlace fatal ...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D