Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chaise-Longue

Site de poesia, pensamentos, análise política e social, polémica, pontos de vista, interrogações e inquietações . Aparece de quando em vez, sem obrigações calendarizadas .

Site de poesia, pensamentos, análise política e social, polémica, pontos de vista, interrogações e inquietações . Aparece de quando em vez, sem obrigações calendarizadas .

A solução da seca está nas mãos do Ministro do Ambiente

É indiscutível que o Governo anda a meter água por todos os lados e já há bastante tempo .

Pedrógão Grande, Tancos, a inércia que voltou a provocar o inferno dos incêndios, a mudança ou não ( no todo ou em parte ? ) do Infarmed para o Porto, a falta à palavra dada no caso das rendas excessivas na energia, etc., etc.

Com tanta água basta que o Ministro do Ambiente encontre uma forma prática de a represar para que os graves problemas da seca fiquem resolvidos ...

Parabéns, Benfica !

Mais um penta !

Cinco derrotas seguidas em cinco jogos é proeza para muito poucos .

Nem o Karabakh, o Apoel ou o Maribor levaram a cabo essa árdua missão .

Só o Anderlecht e o Feyenoord também alcançaram o penta, tendo até o primeiro conseguido o feito de ultrapassar a "brilhante" diferença de golos do "glorioso" ...

 

P.S.

"Há vida para além da Liga dos Campeões", disse Rui Vitória .

Apetecia-me perguntar-lhe :

E também há vida para além da Liga Europa ?

( Haver há, mas os milhões fazem muita falta . E os pontos a Portugal também . )

Futebol : os chamados "grandes" e os árbitros

Todas as semanas é exibido o mesmo filme nos jogos do Campeonato Nacional de Futebol ( 1ª Liga ) - os impropriamente chamados "grandes ( só grandes nas dívidas e nas ajudas ) beneficiam de arbitragens que, mais a um ( o Benfica ) do que aos outros ( o Porto e o Sporting ), os vão "ajudando" a ganhar as partidas . Se bem que cada vez com mais dificuldades, acrescente-se .

São grandes penalidades inventadas ( ou, outras vezes, muito forçadas ) a favor, grandes penalidades esquecidas contra, tratamento diferenciado aos jogadores do "grande" e da outra equipa, amarelos ( e até vermelhos ) que ficam no bolso em relação aos jogadores do "grande" e cartões mostrados com presteza aos atletas do adversário, etc., etc., etc.

São beneficiados ... e ainda querem mais !...

As arbitragens revelam muitas vezes falta de nível e de critério e reduzida capacidade para se imporem às "vedetas" dos "grandes" .

E são esses mesmos árbitros, com um nível médio medíocre, que agora se manifestam pretendendo melhorias remuneratórias que esse medíocre nível não justifica .

Aliás, se fossem assim tão bons, a FIFA não os teria esquecido totalmente, ao considerar que nenhum deles - seria apenas um !... -tem nível para arbitrar no Campeonato Mundial de 2018 na Rússia .

Ninguém mexe no problema das armas nos EUA

Um órgão de informação decidiu efectuar um teste de compras utilizando um jovem de 13 anos .

Com diligências gravadas foi possível verificar que ao menor foram recusadas vendas de :

* cerveja

* tabaco

* revistas pornográficas

* lotaria .

Porém, na diligência subsequente, também gravada, o menor conseguiu adquirir uma arma de calibre 22, aquisição essa que não violou nenhum dispositivo legal .

É certo que Trump ainda não tomou nenhuma medida neste "explosivo" assunto .

Mas é bom recordar - por muito que isso possa desagradar aos esquerdistas que o idolatram - que Obama não mexeu uma palha nesta matéria e teve bastantes mais anos para o fazer do que Trump até ao momento .

 

Poesia presente quando todo o resto falha

A poesia é música, sentimento, partilha, movimento, emoção, refúgio, aproximação, enlace .

Sabem que se alguém morrer sòzinho em Amesterdão, sem família ou amigos que estejam presentes no funeral, será designado um poeta para escrever um texto e recitá-lo na cerimónia fúnebre ?

É a poesia presente quando todo o resto falha .

O Presidente da República meteu, mais uma vez, a pata na poça . E o Primeiro-Ministro também

Com o seu voluntarismo repentista e insensato o PR errou de novo .

Não lhe bastou o comportamento inicial em Pedrógão Grande, pois volta a falhar o alvo .

Seguiu a interpretação incorrecta do PM ao referir-se ao jantar de encerramento da Web Summit no Panteão Nacional .

António Costa considerou "absolutamente indigna" a utilização do referido espaço e Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que "se o Governo tomou uma decisão no sentido de isso deixar de ser possível, acho que foi uma decisão muito sensata" .

Só que não existe a menor necessidade de alterar o normativo existente .

Vejamos as razões para este meu entendimento :

* o Despacho nº 8356/2014, de 24 de Junho, aprovou o Regulamento de Utilização dos Espaços sob tutela da Direcção-Geral do Património Cultural ;

* o regulamento em causa entrega à DGPC o poder de SATISFAZER ou de RECUSAR os pedidos que lhe sejam formulados .

Assim, o Governo, em vez de adoptar o seu comportamento habitual - quando tudo corre bem, nada é devido a iniciativas em desenvolvimento que tenham sido começadas pelo anterior Executivo ; quando as coisas correm mal são culpa exclusiva dos anteriores gestores - e optar por rever o conteúdo de um regulamento que não necessita de alterações, deveria, se fosse sério e responsável, tomar apenas uma destas duas medidas :

1ª - demitir a Directora-Geral da DGPC por não possuir capacidade e sensibilidade políticas em matéria tão sensível,

ou, melhor ainda,

2ª - reconhecer que é  responsável por aquilo que aconteceu em virtude de, por manter o seu "namoro" com o BE e o PCP ( especialmente com o primeiro, na tentativa de um futuro casamento já precocemente anunciado ... ), privilegiar a distribuição a rodos de benesses aos actuais e antigos trabalhadores da Administração Pública ( anulação de alcavalas que reduzem as remunerações, regresso às 35 horas semanais, descongelamento de carreiras, subida das reformas, etc., etc., e tudo isto em velocidade acelerada e não com conta, peso e medida ) enquanto, em contraponto e para equilibrar as contas, reduz de forma drástica as verbas para o funcionamento dos diversos Serviços do Estado, levando estes a procurar, por vezes insensatamente como agora sucedeu, alternativas para minimizar o seu sufoco financeiro .

Dois pesos e duas medidas

Enquanto Presidente dos EUA Barak Obama  foi sempre endeusado ( ou desculpado pelos seus falhanços ) pela generalidade os órgãos de informação .

O que não fez, apesar dos compromissos que tinha assumido, foi sempre culpa de outrém .

Não fechou a soturna prisão de Guantanamo ? Bem quis, mas não o deixaram .

Ainal as armas continuaram à venda no país, praticamente sem limitações ? Bem tentou alterar esse estado de coisas, mas não o deixaram .

Só que esses acríticos seguidistas de Obama adoptam uma postura diametralmente oposta quando se referem às promessas feitas por Donald Trump e ainda não concretizadas .

Quer se trate da venda indiscriminada das armas, do nível dos impostos ou da não edificação do muro entre os EUA e o México aí a culpa já não tem nada de conjuntural - é exclusivamente de Trump .

Tão notório sectarismo não cobre de vergonha esses (des)fazedores de opiniões ?

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D