Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chaise-Longue

Site de poesia, pensamentos, análise política e social, polémica, pontos de vista, interrogações e inquietações . Aparece de quando em vez, sem obrigações calendarizadas .

Site de poesia, pensamentos, análise política e social, polémica, pontos de vista, interrogações e inquietações . Aparece de quando em vez, sem obrigações calendarizadas .

Mais uma afirmação insensata de Luis Montenegro

Na sequência de várias outras frases, também pouco ponderadas, que, nos últimos tempos, tem proferido afirmou agora Luis Montenegro :

"Vai ser a última vez que vou defrontar Rui Rio" .

É notório que os jornalistas combativos e intervenientes são uma raça em extinção .

Se assim não fosse seria previsível que algum lhe fizesse, de imediato, uma pergunta :

* Posso entender, portanto, que, caso não seja eleito à primeira volta, recusará enfrentar Rui Rio numa hipotética segunda ?

Em democracia somos todos iguais, mas há uns mais iguais do que outros ...

Na telenovela do roubo de Tancos o juiz Carlos Alexandre mostrou desejo de que a audição do Primeiro-Ministro António Costa fosse presencial .

Para cumprimento das formalidades prévias tornou-se necessária a audição do Conselho de Estado .

António Costa, no exercício de uma prerrogativa que a legislação lhe concede - cá está mais um exemplo de que há uns mais iguais do que outros ... - manifestou interesse em que a audição tivesse lugar por escrito .

O Conselho de Estado, de forma unânime, pronunciou-se no sentido pretendido pelo PM .

Com este tratamento positivamente discriminatório António Costa fica privilegiado face ao juiz Carlos Alexandre .

Recebe perguntas por escrito, responde como melhor entender e, por muito duvidosas ou ininteligíveis que sejam essas respostas, tudo ficará por aí .

Num interrogatório presencial os "apertos", perante respostas insatisfatórias ou contraditórias face a elementos já existentes no processo, surgiriam e a testemunha estaria em posição muito mais incómoda .

Só que isso só funciona para o comum dos mortais, já não para aqueles que são mais iguais do que outros ...

Uma maravilhosa democracia !

 

Denúncias de PPP's na saúde - os privados agradecem

O Tribunal de Contas examinou recentemente o funcionamento dos hospitais, tendo concluído que os mais baixos custos operacionais por doente tiveram lugar no Hospital de Braga, quando ainda funcionava em PPP ( 1º lugar ) e no Hospital de Vila Franca de Xira, cuja PPP também não continua ( 2º lugar ) .

Não são estranháveis estes resultados, pois sabe-se que os hospitais com PPP's estão protegidos por mecanismos de controlo de qualidade, mecanismos esses não exigidos aos hospitais públicos .

Tais mecanismos vão muito provavelmente cair na nova gestão dos hospitais em causa .

E os hospitais privados não tardarão por certo a agradecer o aumento de deslocalizações do SNS para as suas unidades, na sequência da degradação dos serviços .

Por vezes as críticas ao PM António Costa são muito injustas

Lemos na imprensa há poucos dias a afirmação de que Costa fez menos investimento público do que Passos Coelho .

Nada mais injusto e menos fundamentado .

Aliás, no mesmo dia, era noticiado que a despesa nos gabinetes dos Ministros aumenta nove milhões de euros .

Cá está um relevante investimento público !

Há apenas uma "pequena" diferença relativamente a Passos Coelho : o investimento público agora é em boys e em girls ...

 

Assim castiga o SNS os utentes

Foi-me prescrito um medicamento para tomar após uma intervenção a que fui submetido.

O medicamento tem um PVP de 20,83€ .

A actuação do SNS é escandalosa em duas vertentes :

1ª - o medicamento tem uma comparticipação de 0,33€ ( exactamente ! trinta e três cêntimos ! ), pelo que, para o adquirir, o paciente desembolsa 20,50€ ! ;

2ª - tenho que tomar o medicamento apenas durante quatro dias, mas vi-me forçado a adquirir uma embalagem de 30 comprimidos - isto embora no país de origem do medicamento também existam embalagens mais pequenas, de 10 e de 20 comprimidos .

E viva o Serviço Nacional de Saúde !

O truculento e pouco preparado Trump afinal, de quando em vez, dá lições aos dirigentes de outros países

Utilizando pela primeira vez uma lei existente nos EUA que permite manter uma pessoa presa após cumprimento integral da pena Trump impediu a libertação de um terrorista encarcerado .

Não agiu arbitrariamente, pois limitou-se a usar legislação em vigor .

E com isso deu uma clara lição a dirigentes europeus :

* desde logo ao RU, que antes mesmo da extinção da pena liberta presos com antecedentes preocupantes, "ajudando-os" assim ao cometimento de novos crimes, até com assassinatos de pessoas inocentes ;

* também a Portugal, que concede asilo a migrantes acusados de terrorismo em França .

É a Europa a caminhar de forma acelerada para o abismo !

 

Marcelo Rebelo de Sousa : uma gestão oportunística da agenda

O Presidente da República alegou "absoluta indisponibilidade de agenda" para não aceder ao convite dos cidadãos de Montalegre para ouvir as opiniões e as críticas que gostariam de lhe apresentar a propósito da exploração das reservas de lítio .

A agenda estava sobrecarregadíssima, o que, porém, não o impediu de se deslocar a Vila Real, localizada a cerca de cem quilómetros da zona dos convidantes .

Era apenas um pequeno reajuste, só que não interessava a MRS .

Daí a recusa de quem parecia estar sempre disponível para os cidadãos ( incluíndo a mãe que deitou o recém-nascido no lixo, se bem que já não este ... ) .

O juízo de oportunidade nunca o larga ...

Luis Montenegro : uma diligência inútil

Uma notícia recente informava que Luis Montenegro incentiva a recandidatura de Marcelo Rebelo de Sousa à Presidência da República .

Trata-se de uma diligência em absoluto inútil - há mais de vinte anos que MRS preparava metodicamente o seu "assalto" à Presidência da República .

E agora, que a ela se alcandorou, é notório que lhe tomou o gosto e que não evitará o "passeio" com vista à reeleição .

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D