Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chaise-Longue

Site de poesia, pensamentos, análise política e social, polémica, pontos de vista, interrogações e inquietações . Aparece de quando em vez, sem obrigações calendarizadas .

Site de poesia, pensamentos, análise política e social, polémica, pontos de vista, interrogações e inquietações . Aparece de quando em vez, sem obrigações calendarizadas .

A m**** e as moscas

Um amigo meu, que foi sempre um acérrimo crítico do "antigamente" mas que manifesta profunda desilusâo com a situação actual, disse-me há poucos dias:

* O povo mostrou-se sábio mais uma vez quando diz que as moscas mudaram mas que a m**** é a mesma .

Manifestei-lhe a minha discordância replicando :

* Não concordo contigo . Como as moscas são cada vez mais a m**** também aumentou de forma significativa, pois o apetite das moscas actuais é bastante maior .

Os malabarismos de António Costa

António Costa, recentemente e em off, chamou cobardes a médicos de Reguengos de Monsaraz .

Perante o brutal volume de queixas de que,como seria natural e de prever, foi objecto reuniu de urgência com a Ordem dos Médicos, tendo manifestado, depois de um longo encontro de três horas, apreço e consideração pelos clínicos .

Não é de hoje - e não será por certo pela última vez - que António Costa, seja em on ou em off, produz afirmações chocantes e intempestivas .

Já quando Presidente da Câmara de Lisboa, em 12 de Outubro de 2012, no programa "Quadratura do Círculo", disse a Pacheco Pereira e a Lobo Xavier que Nuno Melo "era um queque malcriado" .

Mais tarde, em Abril de 2016, numa mensagem que era privada mas foi tornada pública, disse ao jornalista João Vieira Pereira, actual director do Expresso, para não ter a ilusão de que lhe admitia julgamentos de carácter e para ele não ficar com dúvidas sobre o que pensava a seu respeito .

Em 25 de Setembro de 2019, na campanha para as legislativas, comunicou aos jornalistas o cancelamento de uma arruada no Algarve . Só que Costa foi à mesma para as ruas de Faro, tendo sido apanhado, por mero acaso, por uma equipa de reportagem da "Antena 1" . 

Noutra arruada em Lisboa para as legislativas de 2019 teve uma intensa altercação com um idoso que o interrogava sobre os incêndios de Pedrógão Grande, tendo que ser agarrado pelos membros do corpo de segurança e afastado à força .

E em 13 de Abril deste ano lançou uma autêntica "pérola" ao afirmar que o jornalismo vive sempre da desgraça alheia .

Realmente quem não o conhecer que o compre !...

Mas voltemos aos médicos .

Consultei o dicionário da Porto Editora e dele recolhi :

COBARDE - pessoa que não tem coragem, poltrão, medroso, traiçoeiro, acanhado ;

APREÇO - consideração, estima, valor atribuído a alguma pessoa ;

CONSIDERAÇÃO - acto de considerar, estima, importância, valimento, monta .

A minha confusão aumenta .

Já não chegavam as complicações com o Novo Ac(b)ord(t)o Ortográfico .

Agora são as loas do Primeiro-Ministro aos médicos cobardes ...

E assim ganhei um almoço

Quando começou a soar que Jorge Coelho iria abandonar o programa "Circulatura do Quadrado" para se dedicar com mais intensidade à queijaria da família  apostei com um amigo um almoço sobre qual iria ser o seu (ou a sua) substituto(a) .

Esse meu amigo avançou com Carlos César enquanto eu apontei Ana Catarina Mendes .

Realmente concordamos que essas seriam as hipóteses mais viáveis, pois a estação televisiva não iria deixar de "pagar" a robusta ajuda financeira que o Governo do PS lhe tinha concedido .

É que nem todos - ou, melhor dizendo, muito poucos - têm a espinha dorsal do "Observador" ...

Ganhei eu ... e já "papei" o almocinho ...

Saudosista do antigamente

Tenho um amigo, apodado de reaccionário à quinta potência pela "esquerda caviar", que me confessou há tempos :

* Vou ter que estar uma quantidade de anos à espera de carro novo .

* Então porquê ? retorqui eu .

* É que já combinei com o meu fornecedor de automóveis de sempre uma tentativa, junto do IMT, para obter a seguinte matrícula :

FO 24 DA .

Dois pesos e duas medidas

Há tempos, numa manifestação da "esquerda caviar", Mariana Mortágua, de megafone na mão, gritava:

Ó meu rico Santo António

Ó meu santo popular

Leva lá o Bolsonaro

Para ao pé do Salazar .

 

Dessa apologia da morte nada resultou, a não ser o apagar posterior de tão lamentável episódio por parte do BE .

Já pensaram o que aconteceria se, mesmo sem megafone na mão, André Ventura viesse dizer :

Ó meu rico Santo António

- Penso que não achas mal -

Leva lá a Joacine

Para perto do Cunhal .

O que sucederia ???

Nem Ferro Rodrigues ficaria calado ...

O transitório convertido em definitivo

O regime transitório que permite a contratação de médicos aposentados por parte do SNS tem sido sucessivamente prorrogado e já não tem nada de transitório .

O fundamento declarado para as prorrogações continua a ser a carência de profissionais no SNS .

Mas se assim é qual a razão para o não aumento de vagas nas Faculdades de Medicina ?

Já sabemos que a Ordem dos Médicos não gosta  ( e percebemos muito bem a razão ... ) mas o que impede o Estado de fazer aquilo que é necessário ?

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D