Chaise-Longue

Junho 27 2018

Cntinuamos, quase todos os dias, a ser confrontados com situações pendentes e que não param de se agravar com o decurso do tempo .

É a contagem do tempo congelado na carreira dos professores, o atendimento ( demoradíssimo quando não inexistente ) nos hospitais públicos e demais organismos do SNS, a descentralização que não avança, etc., etc.

Perante esta realidade chocante e negativa como se comportam os agentes políticos ?

Todos - com o Governo à cabeça, "frigorificado" pelos parceiros da "geringonça" - fazem de conta que nada se passa e assobiam para o lado .

A contagem do tempo congelado na carreira dos professores, depois da promessa irresponsável do Governo, acabará por ocorrer, restando apenas definir o timing para que isso aconteça .

E o que faz o Executivo para evitar que o problema se continue a avolumar, com promoções automáticas de todos os docentes, sejam eles competentes ou incompetentes ?

Nada, como de costume .

Era altura para, em relação a futuras admissões, acabar com um regime que transforma os docentes, no topo da carreira ( ao qual todos, ao fim e ao cabo, não deixam de aceder ), nuns dos que na OCDE auferem das remunerações mais elevadas .

E o que faz o Governo face ao caos instalado no SNS ?

Nada, como de costume .

Ou, pior ainda, agrava tal estado de coisas com outra promessa irresponsável e que não foi minimamente ponderada : a redução do horário semanal de 40 para 35 horas .

Quem sofre ?

Os mais pobres, que não podem ter acesso aos serviços privados de saúde ao contrário do que acontece com as classes alta e média alta .

Era altura de o Governo desencadear processos tendo essencialmente em vista, para futuras admissões :

* acabar com a dispensa da prestação de serviço nas urgências de médicos a partir de uma certa idade, desde que o desejem ;

* estabelecer o regime de exclusividade no SNS .

Só que, como de costume, nada será feito, nem nestas nem noutras matérias que também necessitam de revisão .

E assim continuaremos, pois nenhum dos partidos se mostra favorável à mudança .

O imobilismo é a palavra de ordem, por muito que isso faça sofrer o povo .

publicado por Loscar Elmano às 23:27

Site de poesia, pensamentos, análise política e social, polémica, pontos de vista, interrogações e inquietações . Aparece de quando em vez, sem obrigações calendarizadas .
mais sobre mim
Junho 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
15
16

17
18
19
21
22

28
29


pesquisar
 
blogs SAPO